sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

DO ÁLBUM DE FAMÍLIA [PRIMO-BISAVÔ ANTÓNIO]

António Moreira Beato
(Sousel, Sousel, 01.06.1860 —
— Lisboa, Camões, 22.06.1937)
Professor Catedrático.
Pentaneto de Jerónimo Moreira de Carvalho (médico em Sousel, Físico-Mór do Algarve e Médico dos Exércitos do Alentejo no reinado de D. João V), terá certamente herdado dele a veia científica.
Professor Catedrático da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (desde 1903).
Director da Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa (de 1926 até à sua aposentação).
Membro do Senado Universitário.
Estudou Medicina e tirou os Cursos de Química  e de Farmácia.
Regeu a Cadeira de Farmacotecnia e os Cursos de Zoologia Farmacêutica, Análise Bromatológia e Física Farmacêutica na Faculdade de Farmácia da Universidade de Lisboa.
Foi ainda Professor no Liceu Camões e em vários colégios de Lisboa.
Deve-se a ele a introdução do uso do Iodo em Portugal.
Escreveu: Iodo — Estudo de algumas das suas preparações farmacêuticas e de alguns processos de o obter, Tipografia do Comércio, Lisboa, 1903.
Bibliografia e Arquivos:
Álbum Alentejano, Pedro Muralha, Imprensa Beleza, Lisboa, 1931.
Grande Enciclopédia Portuguesa e Brasileira, Editorial Enciclopédia, Lisboa e Rio de Janeiro, 1936-1960.
Arquivo Distrital de Portalegre.
Arquivo Particular de João Miguel Costa Pinto Marchante (Autor do blogue Eternas Saudades do Futuro e desta síntese biográfica sobre António Moreira Beato).