quarta-feira, 19 de fevereiro de 2020

COERÊNCIA ESTÉTICO-DOUTRINÁRIA

Os meus estilos arquitectónico-decorativos preferidos são o portuguesíssimo D. João V e o mui europeu ocidental Art Déco. Os principais fundamentos do meu pensamento político também residem nessas duas épocas. 

DO ETERNO RETORNO

Já pressinto o reflorir da Natureza, que reanunciará assim a reentrada na Primavera.

PARA UM PANORAMA DA BLOGOSFERA NACIONAL (2003 — 2009)

COMO É QUE SE RECONHECE UM BIBLIÓFILO?

Quando nos reencontra, pergunta-nos o que é que andamos a ler.

PARA A (RE)DEFINIÇÃO DAS CLASSES SOCIAIS E DA IDENTIDADE NACIONAL

Portugal tem hoje bem consolidado um grupo social que assumiu finalmente a imposta, de fora para dentro, designação de beto. Cá para mim, dever-se-ia grafar a palavra com maiúsculas, sendo BETO o acrónimo para Bonito, Educado, Talentoso e Organizado. Importa desde já esclarecer que esta nova definição, que legitima uma mui antiga classe tradicional, rompe com o velho significado cunhado por Miguel Esteves Cardoso. E escusado seria acrescentar que o beto também nada tem a ver com o betinho, que para todos os efeitos sempre foi tido e achado como um parvinho. Há porém uma interessante e importante quantidade de sub-grupos ou tipos que se podem identificar dentro desta classe, os quais foram sendo criados com imaginação e humor, na prática sócio-cultural, sócio-profissional e até sócio-política, pelos próprios. Cheira-me que voltarei amiúde a este tema, que tem pernas para andar, mas finalizo agora esta mensagem, que já vai longa para a política da casa, deixando aos meus queridos leitores identificado e apontado o primeiro, porque mais antigo e simultaneamente mais actual, braço desta classe: o agro-beto.     

quinta-feira, 13 de fevereiro de 2020

SEMPRE PELA VIDA

A luta contra a aberrante eutanásia faz-se com a Federação Portuguesa Pela Vida: vá ao site, faça download e assine a petição.

DA EVOLUÇÃO DOS REVOLUCIONÁRIOS

Os vermelhos desbotam à medida que enriquecem. Começam com uma garrida cor encarnada e acabam rosa pálida ou laranja aguada. Claro que continuam a dizer «vermelho», mas isso é só um tique foleiro que o dinheiro não consegue apagar.

DA FILOSOFIA SEBASTIANISTA APLICADA À UNIDADE NACIONAL

A convergência dos diferentes grupos e tendências nacionais que querem servir Portugal faz-se com um Chefe que não pertença a nenhum deles e lhes indique o caminho comum.

DA PRINCIPAL ARMA DO SISTEMA CONTRA A NAÇÃO

O futebol só serve para distrair e dividir os Portugueses.

sábado, 1 de fevereiro de 2020

DIA DE LUTO NACIONAL

Faz hoje 112 anos que vários criminosos jacobinos — financiados e armados por forças secretas e obscuras — assassinaram à traição o Chefe de Estado de Portugal — S. M. F. El-Rei D. Carlos I — e o seu Filho — Príncipe Real D. Luís Filipe — no Terreiro do Paço, em Lisboa, quando estes regressavam de Vila Viçosa, no Alentejo.  

sexta-feira, 31 de janeiro de 2020

UM SANTO DO DIA MUITO CÁ DE CASA

Hoje é Dia de São João Bosco (Castelnuovo de Asti, 1815 — Turim, 1888).
Confessor. Patrono do Cinema, das Escolas de Artes e Ofícios e dos Prestidigitadores.

BOAS NOTÍCIAS DOS JESUÍTAS

O novo provincial da Companhia de Jesus em Portugal é o padre Miguel Almeida.
Recorde-se a propósito que a província portuguesa da Companhia de Jesus é a mais antiga do mundo, tendo sido criada em 1546, apenas seis anos após a fundação desta congregação por Santo Inácio de Loiola.

PARA A COMPREENSÃO DA NOVÍSSIMA DIREITA NACIONAL

Sinais do tempo, por Jaime Nogueira Pinto.

HAPPY BREXIT DAY!

O Reino Unido ficará para a História como o primeiro Estado europeu a libertar-se da ditadura politicamente correcta da mundialista e ateia União Europeia. Conduzidos pelo brilhante Nigel Farage, primeiro no UKIP e depois com o Brexit Party, os britânicos souberam batalhar e reconquistar a sua independência. Até porque como bem afirmou o saudoso Sir Roger Scruton: «A única união europeia é a Europa das Nações».

NOVO JORNAL

Recebi o N.º 1 (Janeiro-Março 2020) do Agora! O Combate do Futuro, novo jornal trimestral dirigido por Paulo Rodrigues, e gostei do que vi. Apreciei especialmente ler, entre muitos outros que igualmente me agradaram, os artigos de Walter Ventura, Manuel Brás, Eduardo Conceição, João José Brandão Ferreira, José Almeida, João Franco e Humberto Nuno de Oliveira. 

ÉRAMOS ASSIM NO INÍCIO DA DÉCADA PASSADA

Faz hoje nove anos que apareceu o Jovens do Restelo, blogue colectivo da área nacional que marcou o início da década passada. Recordemos o seu primeiro dia, clicando aqui. Como o tempo passa...

quinta-feira, 30 de janeiro de 2020

DAS DURAÇÕES DOS INTERREGNOS

Espíritos optimistas diziam-me que o Sistema parido em 1974 sobreviveria apenas o mesmo tempo da sua irmã gémea — igualmente caótica e corrupta —  I República. Rapaz pessimista, sempre afirmei que duraria tanto como a traiçoeira ocupação espanhola. Manda-me agora o bom senso reconhecer que o actual Interregno já não alcançará certamente a longevidade dos famigerados Filipes. E, assim sendo, em breve retomaremos a linha direita da Tradição. Graças a Deus.

DA TRISTE MONARQUIA DO NORTE

A Monarquia do Norte foi triplamente negativa: interrompeu a patriótica dinâmica sidonista, que estava a ser continuada por Tamagnini Barbosa; revelou o carácter hesitante de D. Manuel II; e, expôs as irreconciliáveis divergências dinásticas e doutrinárias entre as várias facções monárquicas.
Escrevo isto como monárquico que sabe bem que acima do Rei estão os interesses da Pátria e mais alto ainda a vontade de Deus.

TEXTOS DOS QUATRO MESTRES DA BLOGOSFERA NACIONAL

Escritos para o Eternas Saudades do Futuro:
Nos 4 anos do blogue — Pedro Guedes da Silva.
Nos 5 anos do blogue — Bruno Oliveira Santos.
Nos 6 anos do blogue — Duarte Branquinho.
Nos 12 anos do blogue — Paulo Cunha Porto.

DO SEBASTIANISMO

Ser sebastianista é ter saudades do futuro.

BIBLIOGRAFIA SEBASTIANISTA

Poesia e Filosofia do Mito Sebastianista (2 Volumes), de António Quadros, Colecção de Filosofia e Ensaios, Guimarães & C.ª Editores, Lisboa, 1982.
Do Direito ao Império em D. Sebastião, de Paulo Teixeira Pinto, Edições Universidade Livre, Lisboa, 1985.

CLUBE DOS CAVALHEIROS COM BIBLIOTECA

À medida que a vida avança, vou trocando o convívio entre as pessoas pela intimidade com os livros. Será a idade da sabedoria a chegar ou apenas uma fase de misantropia? Contudo, contrariando esta tendência e tentando conciliar as coisas, e seguindo o meu velho impulso para fazer sínteses e lançar pontes, acabei de lançar definitivamente o, por mim há muito congeminado, Clube dos Cavalheiros com Biblioteca. Espero que esta tertúlia venha a ter existência tão longa quanto o Clube dos Amigos da Sétima Arte, que já vai em 15 anos bem contados e melhor passados!

quinta-feira, 23 de janeiro de 2020

SERVIR A NAÇÃO VERSUS SERVIR-SE A SI

Salazar versus Sócrates, Salgado e Santos.

terça-feira, 21 de janeiro de 2020

MENSAGEM DE UMA LEITORA MUITO ESPECIAL

Muitos Parabéns. Agradeço estes 13 anos de partilhas audazes, pensamento único, estética muito apurada e um sentido de humor finíssimo. Espero poder continuar por muito tempo a matar saudades neste cantinho tão bem implantado.
Sofia U.

TREZE ANOS DE ETERNAS SAUDADES DO FUTURO

Ontem morreu S. Sebastião e nasceu D. Sebastião. Hoje morreu Luís XVI e nasceu este blogue.