sexta-feira, 19 de agosto de 2016

DO SIGNIFICADO NÃO REVELADO DA ESCRITA

Dizem-me que não percebem certas coisas que aqui escrevo. Não se preocupem, pois determinadas vezes nem eu próprio percebo. Porém, cheira-me que mais tarde ou mais cedo essas palavras farão sentido.

SOCIEDADE VERSUS SOCIAL

Enquanto o social arrivista e novo-riquista dá nas vistas (servido hoje pelas famigeradas redes sociais), a sociedade, de forma própria e sóbria, continua a ser a referência ética e estética da verdadeira aristocracia; quer seja do clero, da nobreza, da burguesia ou do povo (sim, porque todos os tradicionais grupos sociais, que constituem a comunidade nacional orgânica, têm a sua aristocracia). 

O SAGRADO E O PROFANO EM PLENO VERÃO

Em Portugal, o Verão tem, em paralelo, festas sagradas e profanas. Existe assim a possibilidade de os crentes se divertirem, depois de cumpridos os seus deveres religiosos, e de os ateus conhecerem — e até sentirem —  o apelo da espiritualidade católica. O sítio onde veraneio é rico em ambos os tipos de celebrações, exemplar no respeito mútuo, e fértil em saudáveis sinergias e sínteses. Ficamos todos a ganhar.

DEVERES DA VIDA SOCIAL ESTIVAL

Na silly season deve-se lançar um sound bite novo por dia.

DA SEDUÇÃO EM PLENO VERÃO

Ao fim de flirtar durante dez saisons a fio com uma terra toda ela mar, estou definitivamente conquistado.

LIVROS À BEIRA-MAR

Como sempre faço há já vários anos, vim para férias sem livros; mas, os ventos da sorte permitiram-me encontrar, em meus conhecidos secretos lugares de livros velhos, treze apetitosos volumes, que adquiri de imediato. Cá os tenho devorado, lentamente, durante as tardes de preguiça, gozando a boa sombra estival. Mantenho a ideia antiga de que saber gerir o ócio é uma suprema arte. Já os gregos o diziam —  e melhor o faziam. Lá mais para a frente, quando a rentrée se fizer anunciar, aqui darei notícia das obras lidas.

DA ORDEM DE GRANDEZA DOS PAÍSES

Quem quiser avaliar a actual saúde física e mental dos Estados, tem agora à sua disposição uma boa tabela de medida: a lista das medalhas conquistadas nos Jogos Olímpicos pelos diversos Países.

VIDA VISTA E VIVIDA NUMA PRAIA TRADICIONAL

Há claramente ciclos de vinte anos na vida humana. E não o afirmo com base apenas na observação física e psicológica da espécie. Constato que, até aos vinte anos, os filhos passam as férias com os pais. Aos vinte, desaparecem. Aos quarenta, estão regressados, também eles já pais. Aos sessenta, estão livres das responsabilidades da paternidade, com os filhos criados, e são talvez avós descontraídos. Aos oitenta, serão sábias figuras patriarcais e reverenciais, para toda a família. Aos cem, chegam os abençoados por Deus.
A luz solar ajuda a ver com mais clareza tudo isto. Experimentem.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

EUROPA, 2028

Guimarães, 24 de Junho de 2028. Um grupo constituído por resistentes vindos de diversas nações europeias ocidentais ocupadas pelo califado islâmico reúne-se em Portugal. Contrariamente ao que sucedeu há mais de mil anos, nesta nova invasão maometana, a Península Ibérica não foi conquistada. Escaparam igualmente a Islândia, a Irlanda e o Reino Unido, além da Rússia. O resultado deste encontro será crucial para coordenar a Reconquista da Europa. D. Afonso VII, Rei de Portugal, toma a palavra... 

sexta-feira, 22 de julho de 2016

PORQUE O PENSAMENTO SEM ACÇÃO NÃO FAZ SENTIDO

Por razões históricas e estéticas, assinei a seguinte petição: Preservação do jardim da Praça do Império. Aconselho os meus seguidores a fazerem o mesmo.

DA RAIZ DAS COISAS

Para compreender os fundamentos fundadores da arte do ensaio, nada como mergulhar nos  Ensaios de Montaigne.

terça-feira, 19 de julho de 2016

PARADOXOS DA CRIAÇÃO ARTÍSTICA

Existe quem saiba ler e escrever partituras e nada componha de interessante; por outro lado, há quem, não o conseguindo fazer, crie músicas belíssimas e imortais. É uma questão de Alma e aplica-se a todas as Artes.

domingo, 17 de julho de 2016

OCIDENTE VERSUS ISLÃO

Dos pontos-de-vista político, filosófico e cultural, depois de ter atravessado sucessivamente as Idades Teocrática, Aristocrática e Democrática, o Ocidente vive hoje na Idade Caótica. Curiosamente, o Islão, que nunca saiu da primeira Idade, fez uma síntese entre essa mesma Idade Teocrática e a actual Era dos Computadores. Os terríveis e eficientes resultados estão à vista.

DO SENTIDO DA VIDA

Lá estava ele: esquálido, encolhido, apagado — um autêntico emplastro. Há pessoas que passam pelo mundo sem deixar marca.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

PORTUGAL - DESABAFO DE UM CAMPEÃO EUROPEU




Autor: Guilherme Cabral.

segunda-feira, 11 de julho de 2016

PORTUGAL - A MARCHA FINAL




Autor: Guilherme Cabral.

PORTUGAL - A MARCHA DE UMA NAÇÃO!




Autor: Guilherme Cabral.

quinta-feira, 7 de julho de 2016

VALORES PERMANENTES DA IDENTIDADE NACIONAL

Por mais voltas que o mundo dê e lhes dê, os Portugueses continuam a crer e a querer Fátima, Fado e Futebol. É a forma que têm de dizer: Deus, Pátria e Rei. 

sábado, 2 de julho de 2016

ELOGIO DA MÚSICA

Com o fim do álbum de vinil de longa duração perdemos uma obra de arte completa, como um livro ou um filme, com o seu belo grafismo das capas, a sua hora de música em duas partes, o seu som quente do vinil e as suas letras das canções escritas em papel. 

quinta-feira, 30 de junho de 2016

PARA A M. (MIÚDA CULTA E GIRA E QUE GOSTA DE BOM ROCK)


UNS SÃO, OUTROS NÃO

Encontrei, no mesmo dia, dois antigos colegas de liceu. Com o primeiro, a conversa fluiu naturalmente; com o segundo, não. Neste último caso, pensei imediatamente: andámos na mesma escola, mas  não somos da mesma escola.

quarta-feira, 29 de junho de 2016

DOS CICLOS DE VIDA OU DO ETERNO RETORNO

Estou exactamente com o mesmo espírito criativo, por assim dizer, que me levou ao lançamento deste blogue (vai para 10 anos!). Quem acompanha esta aventura desde o início, sabe do que estou a falar. Os outros, podem consultar os arquivos. 

domingo, 26 de junho de 2016

ABORTOS DO AUTO-PROCLAMADO «ACORDO ORTOGRÁFICO»

Um francês e um inglês podiam não conhecer a nossa Língua mas facilmente compreendiam que actor tinha a ver com o acteur e o actor deles. Abortando o c, os «acordistas» cortaram a palavra pela raiz e tornaram-na incompreensível para os nossos irmãos europeus.

sexta-feira, 24 de junho de 2016

FIM DO BRUXEDO DE BRUXELAS

O Reino Unido ficará para a História como o primeiro Estado europeu a libertar-se da ditadura politicamente correcta da mundialista e ateia União Europeia.
Quis o destino que o novo Dia da Independência do Reino Unido coincidisse com o Dia da Fundação de Portugal (24 de Junho de 1128, Dia de S. João Baptista e da Batalha de S. Mamede), não tivéssemos, eles e nós, a mais antiga e verdadeira Aliança europeia.
Esperemos agora que todas as Nações da Europa saibam seguir este sábio exemplo: mandar à merda a bruxa de Bruxelas e regressar à soberania das monarquias nacionais europeias.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

DO SOLSTÍCIO DE VERÃO

A Natureza foi pontual, como uma Senhora, e o Verão chegou na hora certa, como um Cavalheiro.
Estão aí os dias quentes, secos, luminosos, coloridos, bem-cheirosos. Gozemo-los, com os sentidos despertos.