sexta-feira, 24 de junho de 2016

FIM DO BRUXEDO DE BRUXELAS

O Reino Unido ficará para a História como o primeiro Estado europeu a libertar-se da ditadura politicamente correcta da mundialista e ateia União Europeia.
Quis o destino que o novo Dia da Independência do Reino Unido coincidisse com o Dia da Fundação de Portugal (24 de Junho de 1128, Dia de S. João Baptista e da Batalha de S. Mamede), não tivéssemos, eles e nós, a mais antiga e verdadeira Aliança europeia.
Esperemos agora que todas as Nações da Europa saibam seguir este sábio exemplo: mandar à merda a bruxa de Bruxelas e regressar à soberania das monarquias nacionais europeias.

quinta-feira, 23 de junho de 2016

DO SOLSTÍCIO DE VERÃO

A Natureza foi pontual, como uma Senhora, e o Verão chegou na hora certa, como um Cavalheiro.
Estão aí os dias quentes, secos, luminosos, coloridos, bem-cheirosos. Gozemo-los, com os sentidos despertos. 

AINDA E SEMPRE O FUTURO DA EUROPA

Com esse regresso às monarquias nacionais cristãs, que desejo e antevejo para todos os Estados do nosso Continente, não haverá o perigo de fragmentação da Europa e consequente enfraquecimento em relação aos inimigos? Não, pois os reis europeus sempre souberam — e saberão de novo —  constituir alianças entre si para defender os seus Povos de ameaças externas. Tome-se como bom exemplo a heróica Reconquista, que nos possibilitou estarmos ainda aqui hoje, passados séculos, a falar Português e a praticar o catolicismo, em liberdade.

domingo, 19 de junho de 2016

DO FUTURO DA EUROPA

O futuro da Europa será o regresso às monarquias nacionais cristãs que estiveram na sua origem. Caso contrário, desaparecerá.

sábado, 18 de junho de 2016

DA QUEDA DA EUROPA E DA ASCENSÃO DO ISLÃO

A União Europeia não tem uma religião nem uma política. O Islão é uma religião e um projecto político. Estas são as causas da queda da Europa e da ascensão do Islão.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

DA VIDA ARTÍSTICA

1.ª exposição colectiva: Projecto Azul

EM HARMONIA COM A NATUREZA

No mês das tílias em flor bebo chá de tília para dormir melhor.

segunda-feira, 13 de junho de 2016

SANTO DO DIA

Santo António de Lisboa (1191 — 1231). Religioso, Doutor da Igreja, Padroeiro de Portugal.

sábado, 11 de junho de 2016

DAS SAUDOSAS NOITES QUENTES COM ESTRELAS E TUDO


DAS SAUDOSAS NOITES QUENTES COM TEJO E TUDO


sexta-feira, 10 de junho de 2016

DO AMOR À PÁTRIA E ÀS MULHERES

Camões (Portugal, 1946), Leitão de Barros.
Quiseram outros que Leitão de Barros tivesse criado um Camões estudioso, um vate bem comportado, um «português sério», mas o cineasta preferiu o «Trinca-Fortes», amante da vida, amoroso sempre, solitário, perseguido, derrotado, doente, mas que, nisso mesmo, no excesso barroco, no contraste entre um quotidiano vulgar e uma visão grandiosa, no coração, no sentido da viagem e da distância, pudesse simbolizar Portugal. Por isso o poeta, no final da película, morre com a Pátria, pois quando ele morre é Portugal que morre também.
In História do Cinema Português, de Luís de Pina, edição Publicações Europa-América, colecção Saber, n.º 190, Lisboa, 1986.

DA MAIORIDADE ARTÍSTICA

A minha primeira exposição individual de fotografia atingiu a maioridade. Ei-la, à distância de um clique, aqui: Peixe Fora d'Água.

quinta-feira, 9 de junho de 2016

O QUE É QUE O ROCK TEM?

Muito mais do que as letras, que quase sempre pouco me interessam, o que me fascina no rock é a poética da guitarra eléctrica.

DO OLHAR DA MATURIDADE

À medida que avançamos na estrada da vida, a perspectiva aumenta. O que antes víamos em tele-objectiva, agora captamos em grande-angular; tendo, assim, portanto, uma maior profundidade (de campo) na observação dos indivíduos e das coisas. Desta maneira, torna-se-me claro que a minha geração não é constituída apenas pelas pessoas que nasceram no meu ano mas sim por todas as que vieram a este mundo na mesma década do que eu. Rasgam-se assim horizontes. E descobrem-se enriquecedoras afinidades. 

quarta-feira, 8 de junho de 2016

DA SÉRIE «MÁQUINA DO MEU TEMPO» (5)


DA SÉRIE «MÁQUINA DO MEU TEMPO» (4)


DA SÉRIE «MÁQUINA DO MEU TEMPO» (3)


DA SÉRIE «MÁQUINA DO MEU TEMPO» (2)


DA SÉRIE «MÁQUINA DO MEU TEMPO» (1)


segunda-feira, 6 de junho de 2016

DA ARTE FOTOGRÁFICA

Faz hoje quatro anos que inaugurei a exposição Foto-Síntese. Dia inesquecível. 

DO CÂNONE OCIDENTAL COMO FUNDAMENTO DA EUROPA DAS NAÇÕES

Camões, Cervantes, Hugo, Dante, Shakespeare, Goethe, Tolstoi.

sexta-feira, 3 de junho de 2016

AMÁLIA CANTA «SANGUE TOUREIRO» [NO FILME COM O MESMO TÍTULO]


ORSON WELLES FALA-NOS DE CORRIDAS DE TOUROS


terça-feira, 31 de maio de 2016

MÊS DE MAIO, MÊS DA FAMÍLIA

Dia 31 de Maio, Dia dos Irmãos.
A APFN recorda-nos isto e mostra-nos muito mais.

DA LITERATURA AMERICANA

Quanto mais prosa americana leio mais me convenço que a sua obra-prima é A Letra Encarnada de Nathaniel Hawthorne. Em boa hora Pessoa a traduziu.